Conecte-se conosco

Últimas Notícias

Ex-diretores da Petrobras são condenados por irregularidades em obras do Comperj

Decisão dos ministros do TCU aponta que os ex-dirigentes da Petrobras receberam propina para facilitar a assinatura dos documentos.

Publicado

em

Imagem da Petrobras
Foto: Reprodução / Comperj

O Tribunal de Contas da União condenou Paulo Roberto Costa, ex-diretor de abastecimento da Petrobras, falecido no dia 14 de agosto, e Renato Duque, ex-diretor de serviços da estatal, por superfaturamento e sobrepreços nas obras da Central de Desenvolvimento de Plantas e Utilidades (CDPU), do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (COMPERJ). Auditores do tribunal analisaram os contratos assinados com a empresa ‘TUC Construções’ e constataram que houve vantagem indevida para que a firma fosse responsável pela construção da unidade.

A decisão dos ministros do TCU aponta que os ex-dirigentes da Petrobras receberam propina para facilitar a assinatura dos documentos para a contratação dos serviços da empresa. Além de Paulo Roberto Costa e Renato Duque, outras cinco pessoas foram condenadas pelo ressarcimento do de valores gastos de forma ilícita.

O dinheiro contabilizado na assinatura dos contratos é, de aproximadamente, R$ 3 bilhões. Os condenados respondem por fraude em licitação e prejuízos aos cofres da Petrobras.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.