Política

Ex-secretário de Saúde presta depoimento encoberto por ‘pano vermelho’

Transmissão foi proibida pelo Tribunal de Justiça. Jornalistas não puderam fazer nenhum tipo de registro

Por Redação Tupi

Durante depoimento nesta quarta-feira (7), no Tribunal Misto, o ex-secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos disse ter recebido um telefonema do Witzel, na véspera da exoneração, propondo uma reunião de advogados para alinhar os discursos para o Ministério Público. Ele confirmou a existência da Caixinha da propina.

Edmar Santos declarou que o pastor Everaldo e o empresário Mário Peixoto tinham informações privilegiadas sobre assuntos da secretaria de saúde.

Ao chegar no Tribunal Misto, o ex-secretário entrou encoberto por um pano vermelho. A transmissão do depoimento foi proibida pelo Tribunal de Justiça e os jornalistas não puderam fazer nenhum tipo de registro.

 

O governador afastado Wilson Witzel dispensou os próprios advogados e pediu mais 20 dias para a apresentação da defesa no processo que julga o impeachment do político. O ex-juiz alegou que não tem dinheiro para pagar os advogados. Mas, o pedido foi rejeitado.

Em resposta à Witzel, o presidente do Tribunal Henrique Carlos Figueira defendeu que ele seja assistido por um defensor público ou por um advogado do escritório que o defendia.

O político será interrogado, nesta quarta-feira (07), pelo Tribunal Especial Misto que julga o processo de impeachment. O ex-secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, também será ouvido pela Corte.

Durante entrevista coletiva, o governador afastado afirmou que não pode ser julgado pelos atos de corrupção do ex-secretário de estado de saúde, Edmar Santos. Wiitzel disse que foi surpreendido pelo teor da delação premiada do ex-secretário.

Vale lembrar que o processo chegou a ser suspenso por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em dezembro do ano passado. Nesta semana, Witzel tentou novamente adiar o interrogatório. Os advogados do ex-juíz citaram cerceamento à liberdade de defesa por supostamente não terem acesso à delação de Edmar.

Nesta segunda-feira (05), o ministro Alexandre de Moraes negou o pedido para suspender novamente o processo.

Witzel está afastado do governo desde agosto de 2020, por determinação do STJ, no processo que deu origem ao pedido de impeachment.

 

Comentários
enquete

Você aprova a atuação do Fluminense na Libertadores?

Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
23 de Abril de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Mário Belisário
« Programa Anterior
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »