Sentinelas da Tupi

Governadores se pronunciam contra decreto de salões e academias e Bolsonaro reage

STF garantiu a autonomia dos estados e municípios na gestão local

Por Redação Tupi

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, criticou “alguns governadores”, nesta terça-feira, após o descumprimento público do decreto que incluía salões de beleza, barbearias e academias como serviços essenciais. Por meio do Twitter, Bolsonaro ainda afirmou que o decreto deve ser questionada  pela Justiça ou pelo Legislativo. Ele destacou que quem “afrontar o Estado democrático de direito” está aflorando “o indesejável autoritarismo no Brasil”.

“Os governadores que não concordam com o decreto podem ajuizar ações na Justiça ou, via congressista, entrar com Projeto de Decreto Legislativo.  O afrontar o estado democrático de direito é o pior caminho, aflora o indesejável autoritarismo no Brasil.  Nossa intenção é atender milhões de profissionais, a maioria humildes, que desejam voltar ao trabalho e levar saúde e renda à população”, escreveu Bolsonaro em suas redes sociais.

Apesar da afirmação do presidente, no dia 15 de abril, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que cabe ao governo federal coordenar as diretrizes de isolamento a serem seguidas em todo o país. Na decisão do Supremo, os estados e municípios não podem perder sua autonomia na gestão local.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
02 de Dezembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Patrulha da Cidade
« Programa Anterior
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »