Conecte-se conosco

Cultura

Mapa do Brasil Colônia é encontrado durante limpeza de biblioteca atingida pelas chuvas de Petrópolis

Documento data do ano 1757 e traz informações sobre as movimentações da Coroa Portuguesa

Publicado

em

Mapa do Brasil Colônia é encontrado durante limpeza de biblioteca atingida pelas chuvas de Petrópolis
(Documento do ano de 1.757 estava em biblioteca castigada pelas chuvas de Petrópolis)

Um mapa do Brasil Colônia com data de 1757, foi encontrado durante trabalhos de recuperação do acervo da Biblioteca Municipal Gabriela Mistral, na cidade de Petrópolis, na Região Serrana do Rio.

Considerada a terceira maior e mais importante biblioteca do Estado do Rio de Janeiro, o espaço tem um acerco com mais de 150 mil volumes. De acordo com a prefeitura, parte desse acervo foi atingido pelas chuvas que castigaram a cidade, no dia 15 de fevereiro.

Ainda segundo a prefeitura, as obras consideradas mais raras ficavam armazenadas nos andares mais altos da biblioteca. No entanto, outros 8 mil exemplares de livros históricos, que ficavam no térreo do espaço, foram impactados pela inundação, que chegou a 1,60 m de altura.

Equipes atuam na recuperação de acervo em biblioteca atingida pela chuva em Petrópolis há 3 meses — Foto: Divulgação/Prefeitura de Petrópolis

(Equipes atuam na recuperação de acervo em biblioteca atingida pela chuva em Petrópolis há 3 meses — Foto: Divulgação/Divulgação Prefeitura de Petrópolis)

Já o mapa que foi encontrado intacto após a passagem do temporal, traz informações detalhadas sobre a movimentação das coroas Portuguesa e Espanhola nas chamadas Guerras Guaraníticas, quando povos da etnia Guarani lutaram pelas terras próximas ao Rio Uruguai.

“Vocês sabem que Petrópolis é uma cidade mesmo incrível. Mesmo depois de toda a tragédia que a gente passou aqui na cidade, pequenos tesouros estão sendo redescobertos, como essa coleção incrível da Biblioteca Municipal de Petrópolis. Conseguimos resgatar mapas antiquíssimos do século XVIII. Temos um exemplar de 1.757, que mostram as Guerras Guaranitícas, disputa de terra com os índios, na fronteira do Rio Uruguai. Temos também uma coleção sobre a definição da fronteira das Guianas e acreditamos que esse material tenha pertencido ao Barão do Rio Branco. Também localizamos materiais, livros e tratamos e materiais cartográficos que possam ter vindo com a Família Imperial e fizeram parte do acervo primário da Biblioteca Nacional. Então, com todas essas descobertas esses materiais foram guardados em cofre e em breve estarão disponíveis ao público em uma linda exposição.” explicou a presidenta do Instituto Municipal de Cultura, Diana Iliescu.

Além desse documento, outros mapas e livros históricos para a cultura brasileira, incluindo tratados internacionais com outros países, também foram descobertos nas obras de restauração da Biblioteca Municipal Gabriela Mistral.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.