Conecte-se conosco

Rio

Polícia Civil apura migração de milícia da Zona Oeste do Rio para Região dos Lagos

Os agentes tentam identificar a participação de milicianos que teriam migrado para Saquarema

Publicado

em

Operação Polícia Civil contra crimes ambientais
Foto: Divulgação PCERJ
Operação Polícia Civil contra crimes ambientais

Foto: Divulgação PCERJ

A Polícia Civil do Rio realiza nesta terça-feira (6),  “Operação Socó” com o objetivo de cumprir 10 mandados de busca e apreensão na capital fluminense, em Queimados, na Baixada, e em Saquarema, na Região dos Lagos. A ação é para colher provas de crimes como construção irregular, falta de licenciamento ambiental, corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

A operação é um desdobramento de uma investigação policial que resultou na interdição de dois prédios no Recreio dos Bandeirantes, em dezembro do ano passado.

Entre os alvos estão um fiscal de obras de Saquarema e a ex-diretora de Licenciamento Ambiental de Saquarema.

As investigações continuam com o objetivo de identificar a participação de milicianos que atuam no Recreio e teriam migrado para a Região dos Lagos.

O delegado Mário Jorge Andrade, titular da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, confirmou a operação na Zona Oeste do Rio.

O grupo parcelava o valor de terrenos de forma clandestina, sem a emissão do documento de licença ambiental, o que configura o crime de lavagem de dinheiro. Eles contavam com a ajuda de um auditor fiscal do município de Saquarema, na Região dos Lagos, onde a quadrilha expandia as atividades do esquema.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *