Brasil

‘Qualquer questionamento ao sistema é questionar a democracia’ diz Rodrigo Maia sobre ‘PEC do voto impresso’

Ex-presidente da Câmara dos Deputados falou com exclusividade para a Super Rádio Tupi nesta sexta-feira (17)

Por Diogo Sampaio

Na imagem, Rodrigo Maia, ex-presidente da Câmara dos Deputados
Rodrigo Maia, ex-presidente da Câmara dos Deputados (Foto: José Cruz/ Divulgação: Agência Brasil)

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia criticou, em conversa com a reportagem da Super Rádio Tupi neste sábado (17), a manobra de parlamentares ligados ao presidente Jair Bolsonaro que adiaram a discussão da chamada PEC do voto impresso. Maia, que é contrário a proposta, é um dos membros da comissão especial da Câmara responsável por analisar o  projeto.

“Acabei sendo colocado pelo PSDB como membro. Eu sou contra a discussão desse tema agora. As nossas urnas são o sistema eleitoral mais moderno do mundo. Mais seguro desde 1996. Nunca tivemos nenhum problema. Qualquer questionamento ao sistema é questionar a democracia, a legitimidade do sistema eleitoral que elegeu a todos nós e que temos mandato, inclusive o próprio presidente da República. Então eu acho que é um tema que poderia ser encerrado. Infelizmente não foi ontem por conta de uma manobra polêmica do presidente da comissão, mas acredito que no mês de agosto a comissão vai rejeitar a PEC e ela vai ao arquivo”, disse Rodrigo Maia.

Na última sexta-feira (16), a Comissão Especial adiou a votação do parecer favorável do relator, o deputado Felipe Barros. A decisão foi anunciada pelo presidente da comissão, Paulo Eduardo Martins, em meio a protestos de parlamentares da oposição e independentes, que defendiam que a votação tivesse sido feita já nessa sexta.


recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
05 de Agosto de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Cidinha Livre
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »