Ciência e Saúde

Feijão não é vilão do emagrecimento e pode ser consumido até no jantar

Leguminosa ajuda a regular o intestino, diminui os níveis de colesterol no sangue e induz à saciedade

Por Victor Yemba

(Foto: Marcello Casal Jr./ Divulgação: Agência Brasil)

O feijão está presente no cardápio alimentar da maioria dos brasileiros.  Fonte de diversos nutrientes, na combinação com o arroz forma o chamado ‘casamento perfeito e são a base de um prato no nosso país.

“O arroz é fonte de aminoácidos metionina e cisteína, porém é pobre no aminoácido lisina. Já o feijão apresenta todos os aminoácidos essenciais, sendo inclusive rico em lisina, mas em contrapartida, tem pouca metionina e cisteína. A partir da junção dos dois, conseguimos garantir o aporte de todos os aminoácidos essenciais necessários”, diz Ana Carolina Netto, do espaço Acolher Nutrição, no Rio de Janeiro.

De acordo com a profissional, o feijão é uma importante fonte de proteína vegetal e base da alimentação do brasileiro.

“Além disso, é rico em ferro e ajuda no combate da anemia. Muito rico em fibras e em vitamina C, ele ajuda a regular o intestino, reduz os níveis de colesterol no sangue e induz à saciedade”.

Mas e quem quer perder peso? Deve evitar o feijão e substituí-lo? A resposta é não. Ele inclusive pode ser um aliado no emagrecimento.

“O feijão é rico em fibras, o que ajuda na sensação de saciedade. Muitas vezes, o paciente deixa de comer o feijão no almoço com medo de ser calórico e engordar, mas a tarde descompensa e ataca todos os doces da casa. A quantidade deve ser calculada individualmente por um nutricionista de acordo com a demanda e objetivo do paciente”, explica.

De acordo com Ana Carolina, se a pessoa não apresenta nenhum desconforto gastrointestinal com o feijão, ela pode consumir a leguminosa no jantar, sem medo de ganhar peso.

“A estratégia nutricional deverá sempre ser traçada junto ao profissional”, pondera Netto, que destaca que cada tipo de feijão tem características diferentes: “Com nutrientes e calorias específicas”.

Dicas para tornar o feijão menos calórico e mais nutritivo

“O feijão ganhou cara de vilão de uns tempos para cá, no entanto, é preciso ressaltar que ele é altamente nutritivo e não precisa ser retirado da alimentação. O que devemos ter atenção são as calorias extras agregadas a preparação, como os salgados (paio, bacon e afins.  Algumas preparações podem ser feitas também, como uma salada fria com feijão branco. No caso do feijão preto ou o feijão carioca, pode colocar cenoura para deixá-lo mais nutritivo”.

O que fazer com as crianças que não gostam de feijão?

“A combinação ‘arroz e feijão’ é um prato típico do brasileiro e a maioria das famílias oferecem desde cedo aos filhos. O feijão preto não é obrigatório, porém, é rico em nutrientes e fibras que compõe nem a alimentação dos pequenos. Entretanto, se houve uma não aceitação pelo feijão, as mamães podem buscar outras opções de leguminosas como as lentilhas, ervilha e grão de bico”.

Comentários

enquete

Fluminense tem chances de avançar na Libertadores da América?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
12 de Maio de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Patrulha da Cidade
« Programa Anterior
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »