Esportes

No dia do clássico, Donizete Pantera fala sobre gol histórico contra a Argentina em 1995

Ex-atacante conversou com exclusividade ao site Tupi.fm

Por Matheus Emanuel

A rivalidade entre Brasil e Argentina sempre proporcionou momentos marcantes para a história do futebol mundial. O gol de Cannigia na Copa do Mundo de 1990 após bela arrancada de Diego Maradona e o gol salvador de Adriano aos 48 minutos do segundo tempo na Copa América de 2004 são provas incontestáveis deste fato. Em 1995, o Brasil recém-campeão do mundo vivia um tabu enorme diante de seu maior rival. Na época, a seleção canarinho não vencia a Argentina em Buenos Aires há 19 anos, mas um atacante bastante conhecido no futebol carioca mudou este cenário.

Donizete, então jogador do Botafogo, fez sua estreia na seleção brasileira em um amistoso realizado no Estádio Monumental de Nuñez em 1995. O atacante marcou o único gol do Brasil diante dos hermanos. Em entrevista exclusiva ao site Tupi.fm, o Pantera comentou sobre o gol que deu fim ao jejum de 19 anos sem ganhar a seleção alviceleste em Buenos Aires.

“Aquele jogo foi importante pra mim e pro Brasil. Foi minha estreia pela seleção, jogar no Monumental de Nuñez, substituindo o Bebeto que era o jogador do momento. Pra minha carreira foi um sucesso total, me ajudou a seguir trilhando meu caminho dentro do futebol. Marcar gol num jogo como esse sempre é um sabor especial, é como atuar em um Vasco e Flamengo, uma verdadeira luta, pois ninguém gosta de perder esse clássico”, lembrou.

Apesar da estreia arrebatadora, Donizete fez apenas 9 partidas com a camisa da seleção brasileira. O pantera creditou esse fato aos diversos atacantes extraordinários que foram contemporâneos do jogador. Ele afirmou que nutriu a expectativa de ir para a Copa de 1998, disputada na França, principalmente após o corte de Romário.

“Na minha época sempre teve muitos craques, eu até compreendo (não ter tido tanto tempo na seleção), mas eu sempre mantive uma regularidade nos clubes, eu achava que poderia ter uma chance no mundial de 98, principalmente após o corte do Romário, mas o Zagallo preferiu o Emerson e isso me desanimou bastante. Minha época tinham muitos atletas de alto nível como Edmundo, Romário, Bebeto, Viola e Luizão, entre outros”, disse.

O próximo confronto entre Brasil e Argentina será válido pela semifinal da Copa América, no Estádio do Mineirão. A seleção brasileira busca manter a escrita de vencer todas as edições da Copa América que foram disputadas no país. Donizete disse que confia na vitória dos comandados de Tite, mas alertou que a Argentina pode surpreender por conta da presença do craque Lionel Messi.

“Vai ser um jogo muito difícil e complicado pro Brasil, esses duelos são bem jogados, eu penso que hoje o Brasil está um pouco na frente da Argentina por conta do conjunto, o grupo do Brasil é melhor. Acredito que o Brasil vence por 1 a 0, o Messi pode desequilibrar a qualquer momento, então é um jogo perigoso, o Brasil sabe disso, mas mesmo assim, acredito na vitória por 1 a 0. Na minha forma de ver, o Brasil será favorito em qualquer competição que entrar”, comentou.

Na última semifinal de uma competição disputada no Brasil, a seleção canarinha foi derrotada para a Alemanha por 7 a 1 no mesmo Estádio do Mineirão. Para Donizete, a seleção brasileira precisa usar a dolorosa derrota na Copa de 2014 como exemplo e frisou que a amarelinha deve ser respeitada.

“Acho que qualquer acontecimento serve de exemplo, até mesmo o de 2014. O Brasil não pode deixar que essa camisa suje da forma que foi suja na Copa, nós que jogamos futebol, pegamos esse tipo de exemplo, Brasil tem que mostrar que quem manda aqui somos nós, temos que dar o máximo para conquistar mais esse título”.

recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
12 de Dezembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »