Conecte-se conosco

Justiça

Ministro do STF revoga prisão preventiva de Allan Turnowski

Ex-secretário de Polícia Civil do Rio é acusado de organização criminosa e envolvimento com o jogo do bicho

Publicado

em

Allan Turnowski
Ex-secretário de Polícia Civil do Rio é acusado de organização criminosa e envolvimento com o jogo do bicho (Foto: Reprodução)

O ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), revogou nesta quinta-feira (29) a prisão preventiva do ex-secretário de Polícia Civil do Rio Allan Turnowski. O magistrado atendeu parcialmente ao pedido de liberdade protocolo pela defesa e substituiu a detenção por medidas cautelares.

“A imposição de medidas alternativas à prisão revela-se suficiente e adequada à contenção do perigo gerado pelo estado de liberdade do paciente, inclusive por estarem presentes elementos autorizadores da substituição da prisão preventiva”, escreveu o ministro no texto da decisão.

Entre as medidas cautelares impostas por Nunes Marques estão a proibição de Turnowski ter acesso às dependências de quaisquer repartições da Polícia Civil do Rio, assim como da Secretaria de Segurança Pública, e a de manter contato com os denunciados por qualquer meio. Ele também está vetado de deixar o país e será obrigado a entregar o passaporte para a Justiça.

Allan Turnowski deixou o cargo de chefe da Polícia Civil do Rio para concorrer a uma vaga de deputado federal pelo Partido Liberal (PL). Com a revogação da prisão, o ex-secretário será liberto a tempo de votar no pleito que acontece neste domingo (02).

Turnowski está preso desde o dia 09 de setembro, após ser alvo do Ministério Público do Rio na operação intitulada de “Águia na Cabeça”. A detenção do ex-secretário foi decretada pela 1ª Vara Criminal Especializada. Ele é suspeito do crime de organização criminosa e envolvimento com jogo do bicho.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.