Política

Witzel se torna réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Corte Especial do STJ aprovou, por unanimidade, o recebimento da denúncia contra o governador afastado

Por Redação Tupi

(Foto: José Cruz/Agência Brasil)

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça decidiu, por unanimidade, na tarde desta quinta-feira (11), aceitar a denúncia contra o governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Com isso, o político se torna réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo relacionado à operação Tris in Idem, deflagrada em agosto do ano passado.

O caso foi analisado pelos 15 ministros mais antigos da Corte Especial do STJ, mas dois deles se declararam impedidos. Os 13 demais votaram à favor do recebimento da denúncia.

Vale destacar que os ministros também votaram nesta quinta-feira pela manutenção do afastamento de Witzel do cargo por mais um ano. Devido a uma decisão do próprio STJ, o ex-juiz estava afastado desde o fim de agosto por 180 dias, prazo que acabaria no fim de fevereiro.

Com a prorrogação do afastamento, Witzel continuará tendo de cumprir medidas cautelares. Entre as proibições estão a de frequentar a sede do Poder Executivo, manter contato com servidores e morar no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governo.

Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
24 de Fevereiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Clóvis Monteiro
« Programa Anterior
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »