Justiça

MPRJ obtém condenação de chefe do tráfico no Jacarezinho pelo assassinato de policial civil

Traficante foi condenado pelos crimes de homicídio duplamente qualificado e associação para o tráfico

Por Redação Tupi

(Foto: Reprodução)

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 1ª Promotoria de Justiça Junto ao II Tribunal do Júri da Capital, obteve nessa quinta-feira (21) decisão favorável condenando o traficante Wellington Macedo, vulgo “Caolha”, chefe do tráfico no Jacarezinho, a 25 anos de prisão pela morte, em 2017, do policial civil Bruno Guimarães Buhler.

O traficante foi condenado pelos crimes de homicídio duplamente qualificado e associação para o tráfico. O promotor de Justiça Bruno de Faria Bezerra foi o responsável pela sustentação oral durante o julgamento.

A denúncia oferecida em 2018, pela 17ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal, relatou que, no dia 11 de agosto de 2017, o traficante, em comunhão de ações com outros integrantes do seu bando, abriu fogo contra viaturas das Polícias Militar e Civil que se aproximavam do Complexo de Comunidades do Jacarezinho para realizar uma operação, tendo fugido para a mata logo a seguir.

Em sua decisão, o Juízo destacou que o Conselho de Sentença reconheceu, por maioria dos votos, que o policial civil foi alvejado pelo grupo do qual fazia parte “Caolha” por diversos disparos de armas de fogo que resultaram na sua morte, sendo o traficante um dos autores dos disparos.

Durante as investigações, ficou comprovado que “Caolha” era o líder do tráfico de entorpecentes na comunidade, portando armas de fogo e participando ativamente dos confrontos armados para inibir a atuação das autoridades policiais no local.

 



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
04 de Dezembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show da Galera
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
21:00 - Botequim do Mister
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »