Rio

Flávio Bolsonaro diz que vai processar Witzel por declarações na CPI da covid-19

A defesa do parlamentar alegou que o ex-governador causou "prejuízos à imagem" do senador

Por Tatiana Campbell

Senador Flávio Bolsonaro
Foto: Jane de Araújo / Agência Senado

A defesa de Flávio Bolsonaro afirmou que entrará com queixa de calúnia contra Wilson Witzel em decorrência das declarações dadas por ele na CPI da Covid, em 16 de junho. O ex-governador negou ter feito qualquer referência ao senador ao dizer que os hospitais federais do estado “tinham dono”.

Witzel afirmou que não pode ser acusado dos crimes porque não citou o nome de Flávio Bolsonaro durante o depoimento. “Em nenhum momento do seu depoimento, o interpelado fez alusão ao nome do interpelante no que concerne aos hospitais federais do Rio de Janeiro”, diz a defesa de Witzel. O ex-governador acusa Flávio Bolsonaro de acioná-lo na Justiça “para satisfazer suas diferenças políticas”.

Os advogados do parlamentar por sua vez, contestaram a resposta e afirmaram que apresentarão a queixa-crime. “Wilson Witzel, ex-governador do Rio de Janeiro, admitiu que não acusou, e por tanto não existe, qualquer irregularidade envolvendo o senador Flávio Bolsonaro e os hospitais federais no Estado. A afirmação foi feita depois de interpelação apresentada pela defesa, que questionou declarações dadas por Witzel à CPI da Pandemia, no Senado Federal. Em função dos prejuízos causados à imagem do parlamentar, a defesa entrará com uma queixa crime contra o ex-governador”, disseram em nota.

A Justiça deu 15 dias para que o ex-governador se manifestasse e explicasse suas declarações.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
17 de Setembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »