Jornalismo

Projeto de lei quer permitir que motorista pague multas em blitz para não ter carro rebocado

Programa Veículo Legal determina que Detran-RJ ofereça meios para facilitar o pagamento

Por Redação Tupi

Programa Veículo Legal determina que Detran-RJ ofereça meios para facilitar o pagamento
(Foto: Reprodução)

Motoristas com pendências no Detran-RJ que forem parados em alguma blitz de trânsito poderão ter a chance de quitar suas multas durante a operação, para evitar que o veículo seja rebocado a um depósito. A ideia é do deputado estadual Bruno Dauaire (PSC), que apresentou projeto de lei na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) para implementar a medida.

Batizada de “Programa Veículo Legal”, a proposta determina que, nas ações de fiscalização, o Poder Público disponibilize equipamentos ou ferramentas que possibilitem ao condutor quitar débitos ou pendências financeiras existentes no prontuário do veículo.

“O Detran está com alta demanda de serviços e com dificuldade de atualizar a demanda. O Programa Veículo Legal diminui a burocracia, favorecendo proprietários, que poderão quitar pendências de forma rápida por transferência ou até mesmo máquina de cartão, evitando ter dor de cabeça e custos com diárias de depósito”, defende Dauaire.

A medida não terá validade quando a autoridade constatar, como irregularidade, veículos envolvidos em ilícitos policiais ou com pendências judiciais. Se a lei for aprovada e sancionada, o texto prevê que o Programa Veículo Legal deverá ser implementado em até seis meses. Para o parlamentar, a iniciativa também será vantajosa para o estado.

“Não há impedimento, já que a matéria não trata de regras de trânsito. E, além disso, a cobrança simplificada vai beneficiar o estado com maior arrecadação”, afirma o autor, Bruno Dauaire.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Novembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »