Modal

Projeto que proíbe novas obras enquanto houver construções inacabadas no estado ganha caráter de urgência na Alerj

Pedido para acelerar a análise e votação da proposta foi feito pelo deputado Filippe Poubel, do PSL

Por Redação Tupi

(Foto: Reprodução)

O projeto de lei que proíbe o início de obras estaduais enquanto houver construções inacabadas, sem justificativa, ganhou urgência na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O pedido para acelerar a análise e votação do PL 2864/2020 foi apresentado pelo deputado Filippe Poubel (PSL).

A urgência foi protocolada após comunicado da Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (EMOP) de que a construção do Hospital Estadual da Mãe, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, será descontinuada por “inviabilidade” de conclusão. “Vão demolir o que seria um hospital de referência para São Gonçalo e municípios vizinhos. Mais de R$ 40 milhões jogados fora, dinheiro público desperdiçado pelo histórico de governadores corruptos. É por isso que precisamos aprovar com urgência o projeto de lei, se fecharmos a torneira da corrupção, da roubalheira, tem dinheiro para finalizar todas as obras”, afirma Poubel.

Com o apoio de outros deputados para a urgência na tramitação do PL 2864/2020, Poubel esteve mais de uma vez na obra abandonada do Hospital da Mãe, e verificou que o terreno está tomado de mato e lixo, utilizado como abrigo de população de rua e local de consumo de drogas. Prometida para o segundo semestre de 2013, a unidade de saúde em São Gonçalo teria cinco andares, 36 leitos de UTI neonatal, com projeção de dez mil consultas e cerca de 800 partos por mês.


Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
15 de Janeiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »