Baixada Fluminense

Suspeitos de comprar testes de Covid superfaturados em Japeri terão contas bloqueadas

Justiça Federal determinou ainda o bloqueio e o confisco dos bens dos envolvidos no esquema

Por Marcelo Silva

Suspeitos de comprar testes de Covid superfaturados em Japeri terão contas bloqueadas
(Suspeitos de comprar testes de Covid superfaturados em Japeri terão contas bloqueadas / Reprodução PF)

Os suspeitos de comprar testes de Covid superfaturados para a Prefeitura de Japeri, na Baixada Fluminense terão contas e bens bloqueados. De acordo com a PF, os investigados envolvidos no esquema, que não tiveram os nomes divulgados, podem responder pelo crime de fraude à licitação. Na manhã desta terça-feira (14), os agentes deflagraram a Operação Reativo, que investiga as fraudes praticadas no processo licitatório.

A ação contou com a participação de cerca de 120 policiais federais, que cumpriram 26 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara Federal de São João de Meriti, em sete cidades do estado: Rio de Janeiro, Japeri, Laje de Muriaé, Nilópolis, São João de Meriti, Nova Iguaçu e Mesquita.

Segundo a Polícia Federal, a investigação teve início após a deflagração da Operação Apneuse, em setembro do ano passado, e a análise realizada pela Controladoria Geral da União em contratos da Prefeitura de Japeri, que comprovou o sobrepreço nos processos licitatórios. A apuração aponta que três empresas que participaram do certame.

O inquérito aponta que o grupou agiu de forma a direcionar a empresa ganhadora da concorrência a firmar um contrato no valor de R$ 2 milhões de reais, com o município da Baixada Fluminense. Além disso, a PF verificou que tais empresas estão vinculadas a diversos processos licitatórios em várias outras cidades no Estado.

Os investigados sã pessoas físicas e jurídicas, por decisão judicial, terão contas bancárias bloqueadas, bens e valores sequestrados e responderão pelos crimes de fraude à licitação e peculato, sem prejuízo de outros que possam surgir no decorrer da investigação. Procurada, a Prefeitura de Japeri informou que nega qualquer envolvimento no esquema de favorecimento em assinatura de contratos de licitação com empresas fornecedoras de testes de covid-19, descoberto em um levantamento feito pela Controladoria-Geral da União.

Por meio de nota, a prefeitura de Japeri informou que os primeiros indícios da fraude aconteceram na gestão do ex-prefeito Carlos Moraes, do PSDB, eleito em 2016.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
21 de Janeiro de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Alexandre Ferreira
« Programa Anterior
02:00 - Na Companhia Do Garcia
04:00 - Show do Mário Belisário
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »