Rio

Justiça condena dois policiais federais por fraudar sistema para permitir a estrangeiros a permanência irregular no Brasil

Agentes fraudavam dados migratórios, carimbando com informações falsas os passaportes em troca de propina

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução

A Justiça condenou dois policiais federais por fraudar o Sistema de Tráfego Internacional para permitir que estrangeiros permanecessem no Brasil de forma irregular entre 2017 e 2019. Ao todo, os condenados cometeram 18 crimes de inserção de dados falsos em benefício de 12 estrangeiros diferentes.

José Moreira da Silva foi condenado a 15 anos e 7 meses de reclusão, enquanto a pena para Paulo Sérgio Nascimento é de 14 anos e 11 meses. Os dois também perderam os cargos públicos.

Além deles, também foi condenado Paulo Cézar Fernandes a 13 anos e 7 meses de reclusão. Ele era o responsável por captar estrangeiros em situação irregular no país para regularizar de forma fraudulenta, por meio de carimbos com informações falsas em seus passaportes e a inclusão de dados falsos no sistema.

Além de funcionar como despachante, Paulo Cézar era o porta-voz da associação, responsável por cobrar e receber pagamentos, levar os passaportes, dados e informações aos demais policiais com quem dividia o pagamento das propinas e pela devolução dos passaportes carimbados aos estrangeiros “regularizados”.

Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
18 de Janeiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Pedro Augusto
« Programa Anterior
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »